Graças a Tangerina gato não destroi Árvore de Natal

Para essa família o Natal nunca mais ficara sem árvore, graças a Tangerina gato não destrói Árvore de Natal mais.

Graças a Tangerina
IRENE OLOCCO

Victor um lindo gatinho adora seguir sua tutora, para todo lado da casa. Sobretudo, ama todos os estranhos que encontra, mas apesar de sua confiança, ele tem um grande – e muito estranho medo.

Quando ele era apenas um gatinho, a mãe de Victor descobriu que a única coisa que ele mais odeia são as tangerinas.

Graças a Tangerina
IRENE OLOCCO

Estávamos juntos no sofá, peguei uma tangerina e, quando comecei a descascá-la, ele sibilou e saiu correndo”, disse Irene Olocco, a mãe de Victor.

Em resumo, Olocco logo aprendeu que todas as frutas laranjas semelhantes eram o vício de Victor, e ele absolutamente não se aproximaria delas. Como Victor sempre foi um pouco teimoso, especialmente no que diz respeito às “regras da casa”, sua mãe decidiu usar essa nova criptonita a seu favor.

Sobretudo, sua tutora teve a brilhante ideia de colocar as tangerinas nos móveis, nos quais não queria que Victor subisse. Felizmente deu super certo.

Graças a Tangerina gato não destrói Árvore de Natal

IRENE OLOCCO

Leia Também:

Gato preto e branco com nanismo encontra seu lar perfeito

Uma das regras da casa que Victor sempre gostou de ignorar é “não destrua a árvore de Natal “. Em suma, todos os anos, ele rouba bolas de Natal da árvore e destrói vários enfeites e outras decorações, e sua mãe nunca poderia inventar uma maneira de mantê-lo longe disso – até que ela tivesse a melhor ideia.

“Eu estava cansado de gritar com ele para não tocar nas bolas”, disse Olocco. “No meio da manhã decidi comer uma tangerina e surgiu a ideia brilhante… Funcionou imediatamente!”

Como resultado, seu tutor criou um campo de força de tangerinas ao redor da árvore e, com certeza, Victor não iria passar por eles. Por mais que ame atormentar árvores de Natal, ele odeia ainda mais tangerinas.

Agora, a árvore de Olocco está segura graças ao medo muito estranho de Victor, e parece que cercar a árvore com tangerinas se tornará uma nova tradição anual.

IRENE OLOCCO
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo